Grupel fornece energia para o projecto ÉvoraShopping

Projecto Grupel Évora Shopping

Grupel fornece energia para o projecto ÉvoraShopping

A Grupel desenvolve soluções de grupos geradores eletrogéneos para os mais diversos sectores dos quais se destacam o da construção civil, industrial, telecomunicações, residencial e comercial, petrolíferos, etc. No sector residencial/comercial destacamos a implementação com sucesso de dois geradores industriais com potência combinada de cerca de 1000kVA num projecto de referência no interior alentejano.

A Grupel S.A. foi assim a empresa selecionada, através da empresa instaladora Flosel, para fornecer os geradores que irão servir as necessidades de energia suplementar do novo centro comercial ÉvoraShopping, um projeto de investimento comercial de mais de 60 milhões, a inaugurar brevemente na cidade de Évora.

Este centro comercial conta com 20.000m2 de área de construção distribuídos por dois pisos e é o primeiro centro comercial da empresa Ares Capital, em Portugal.
Segundo o promotor do projeto, este novo centro comercial vai contar com cerca de 70 lojas e cinco salas de cinema, além de um supermercado, uma zona de restauração variada e estacionamento de suporte com mais de 930 lugares.

Para este projeto, a Grupel forneceu dois geradores trifásicos, com as potências de 700kVA e de 275kVA que irão funcionar em modo de emergência.

O gerador de 275kVA foi equipado com:

  • motor Doosan modelo P126TI-2;
  • alternador Stamford UCDI274K;
  • canópia insonorizada modelo Grupel 3800II.

O gerador de 700kVA foi equipado com:

  • motor Doosan DP180LB
  • alternador Stamford modelo HCI544F
  • canópia insonorizada modelo Grupel 4500II.

De forma a garantir a disponibilidade dos equipamentos, o gerador de 250kVA foi equipado com um depósito de combustível de 550 litros e o gerador com a potência de 700kVA foi equipado com um depósito de combustível de 800 litros.

A Grupel orgulha-se de poder ter a sua quota parte de participação num projecto que visará o desenvolvimento económico do interior português, neste investimento que disponibilizará espaços com áreas tão diversas destinadas a acolher não só grandes cadeias comerciais, como também, pequenos negócios da região alentejana.

Share this post


preloader