Grupel como Indústria Inteligente – Tecnologia gera energia

Grupel Indústria Inteligente

Grupel como Indústria Inteligente – Tecnologia gera energia

O programa Imagens de Marca da SIC Notícias estreou uma nova rubrica com energia, referenciando a Grupel como uma “Indústria Inteligente”.

“A Grupel afirma-se líder o mercado nacional de geradores, levando a energia nacional aos quatro cantos do mundo” – É assim que começa esta rubrica Grupel Indústria Inteligente que tem como foco demonstrar como as tecnologias digitais estão a revolucionar as indústrias dos diversos sectores da economia em Portugal.

A Grupel tem vindo a evoluir ao longo do tempo, não só na tecnologia presente na linha de produção, tornando-a mais otimizada, com redução de custos e com aumento de qualidade no produto, mas também na sua presença em ambiente digital, e essa evolução é muito visível na pesquisa orgânica que aumentou 56.4%, gerando tráfego no website. Valor este que demonstra que em 2018 foi feito um trabalho de excelência, que despertou interesse e que o conteúdo era pertinente.

O mercado de geradores é um mercado muito competitivo, e por isso é necessário investir de forma criativa, e no futuro a Grupel pretende estar ainda mais ligada à tecnologia, pois como defende o CEO, Eng. Marco Santos:

“[…] vai haver uma mudança no paradigma das empresas de geradores, […] a relação vai deixar de ser como conhecemos por B2B, vai passar a ser B2C, porque cada vez mais com as redes sociais conseguimos chegar ao cliente final.”

A estratégia da Grupel passa muito pelo digital, e este foco em grande parte permitiu à Grupel crescer todos os anos acima dos 20% e exportar 90% daquilo que produz, demonstrando que a sua presença na aldeia global, que é a Internet, permitiu atingir esta internacionalização, criar proximidade com o cliente e angariar novos distribuidores/parceiros.

O futuro depende da forma como respondemos às mudanças que se verificam no mercado, e a Grupel tem conseguido adaptar-se e estar sempre consciente de que a tecnologia gera energia e que a pode levar aos quatro cantos do mundo.

Share this post


preloader