Os geradores Grupel para uso residencial

Produtos

Mesmo em lugares onde a rede elétrica é bem estruturada e acessível, há fatores, como o mau tempo, trabalhos de manutenção e obras, que podem levar a falhas no abastecimento de energia elétrica e fazer com que diversas atividades e processos cessem, ainda que temporariamente.

Se é verdade que estas falhas energéticas têm consequências graves para vários setores de atividade, também o é em contexto doméstico, quer em casas, quer em edifícios residenciais. A ausência de eletricidade em sua casa compromete a sua segurança e conforto. Tarefas tão simples quanto cozinhar, tomar banho, abrir e fechar a garagem ou ver televisão, são altamente dependentes de eletricidade. Por isso, a utilização de geradores para uso residencial pode ser a solução.

A Grupel apresenta dois tipos de geradores para uso residencial ou doméstico:

 

Geradores de emergência da gama SMART

Com características adequadas a aplicações de emergência, a gama SMART da Grupel é composta por geradores elétricos a diesel, de 9 a 60kVA, que entram em funcionamento automaticamente sempre que exista uma falha de energia. Por isso, são ideais para garantir um fornecimento eficiente aos aparelhos de sua casa ou do seu prédio, quando a rede elétrica regular não é capaz de assegurar a energia necessária.

 

Geradores portáteis

Para aplicações mais específicas que não exijam grandes potências ou longos períodos de uso, a melhor opção é a nossa gama de geradores portáteis. Os equipamentos desta gama são ideais para alimentar ferramentas e utensílios, aquando de uma emergência ou em espaços sem acesso à rede elétrica, como o seu jardim. Têm, ainda, a vantagem de ser facilmente transportáveis e de manuseamento simples.

 

No caso desta aplicação, o que se pretende é a conservação da energia em caso de falha da rede, e não uma fonte alternativa para fornecimento contínuo. Por isso, os geradores de emergência ou standby são capazes de cumprir a tarefa eficazmente. Mas, para que isto aconteça de forma automatizada e não seja necessária a intervenção humana – o que permite poupar tempo e evitar danos e perdas maiores – há dois componentes que devem ser tidos em consideração: o controlador do gerador e o seu quadro de transferência de carga.

 

Qual o papel do controlador?

O controlador do grupo eletrogéneo é, muitas vezes, considerado o seu “cérebro”, uma vez que, sem ele, o gerador não pode funcionar. É através deste componente que se define o modo de operação do gerador e o que este deve fazer.

É, também, o controlador que verifica a presença de rede e, estando em modo automático, “ordena” o arranque do grupo, aquando de uma falha. Ao operar em conjunto com um quadro de transferência de carga, dá a ordem para a tomada da carga pelo gerador.

Conheça os modelos de controlador da Grupel.

 

Para que serve o quadro de transferência de carga?

O quadro de transferência de carga (QTC) é o dispositivo responsável pela comutação automática da fonte de energia que alimenta a carga, transferindo-a entre a rede elétrica e o gerador.

Quando a rede falha, o gerador arranca. Assim que estiver estabilizado e preparado para fornecer energia à instalação, o quadro de transferência de carga faz a troca da fonte de energia, conectando o gerador à carga. Quando há retoma de energia por parte da rede elétrica, este equipamento encarrega-se de uma nova comutação, conectando a carga à mesma.

Conheça os modelos de quadro de transferência de carga da Grupel.

 

Geradores portáteis também arrancam automaticamente?

Embora nem todos os modelos permitam o arranque automático, há alguns que o possibilitam – sempre mediante a ligação a um QTC. No caso da gama portátil da Grupel, o modelo GR6500 pode incluir um QTC e, por isso, disponibiliza este modo de arranque.

 

Há várias soluções energéticas adaptadas às necessidades da sua residência, sendo que o gerador mais adequado dependerá sempre das condições de utilização e da potência desejada, tendo em consideração o número de aparelhos em funcionamento simultâneo, e a localização do equipamento.

Partilhar